Os 10 erros fatais de Dilma

 

dilma-renda

1) Aplicou estelionato eleitoral ao implementar no início de seu segundo mandato a agenda recessiva e neoliberal dos opositores como cortes em programas sociais e subsídios e aumentos de juros, rifando o apoio popular que granjeou nas eleições.

2) Bancou uma briga pela presidência da câmara contra Eduardo Cunha mesmo não tendo candidato à altura nem base parlamentar para derrota-lo, ignorando a máxima: “Se não pode com eles, junte-se a eles”;

3) Fabricou inflação através do aumento desordenado dos preços administrados do governo como energia, água e combustíveis, criando um efeito cascata sobre toda economia e, como remédio para conter a inflação, aumentou em 4% os juros da taxa Selic, derretendo as economias que fez nos cortes do orçamento no pagamento de juros e assim tirou dinheiro de circulação o que causou quebradeira geral por falta de liquidez e desconfiança.

4) Aprofundou a recessão e o déficit público ao desestimular o crédito, reduzindo a demanda por consumo e tentando desesperadamente cobrir o rombo em seu caixa retirando ainda mais dos contribuintes através da criação de novos impostos;

5) Manteve queda de braço com o legislativo, em especial com o presidente Eduardo Cunha mesmo sabendo que qualquer reforma precisaria do aval do legislativo, agravando e estendendo a crise econômica, contaminando-a com uma crise política que alimentou e retroalimentou por teimosia e revanchismo;

6) Escorada no democratismo ingênuo de ministros fracos e bajuladores, abdicou do comando institucional sobre a polícia federal, deixando-a livre, impune e insubordinada para atuar como força corporativa paralela ao Estado, colocando-a refém de seus interesses ideológicos e de classe, criando no país em conluio com setores do judiciário, um verdadeiro Estado Policialesco.

7) Alheia à realidade, desqualificou as gigantescas manifestações populares de insatisfação, reduzindo-as ao conflito de classes, e ainda acirrou os ânimos, convocando Lula para ministro em momento delicado e dúbio, assim como nomeando ministro pmedbista em confronto direto com decisão nacional do partido em convenção;

8) De maneira atabalhoada, sacrificou o prestígio e a credibilidade do ex-presidente Lula numa manobra política fora de hora, desesperada e inconsequente, e queimou a última chance de articulação com os demais poderes e setores da sociedade, isolando-se ainda mais;

9) Mesmo em queda livre, continuou afrontando o PMDB, maior partido do país e único aliado de peso até levar ao rompimento irreversível que fatalmente custar-lhe-á o mandato presidencial;

10) Sem reunir o mínimo de forças para garantir governabilidade, diante de uma impopularidade crescente abaixo de 8% há meses, num governo sob suspeita de corrupção, num ato desesperado, em vez de renunciar e deixar na história sua versão dos fatos, busca no fisiologismo fugir do fim vexatório de um governo por meio do impeachment, enquanto intensifica discursos irresponsáveis de convocação ao conflito civil que apenas reforçam sua pequenez diante da missão que lhe foi incumbida. Vestiu-se de guerrilheira quando o país precisa de um líder. Em sua, Dilma não é Temer nem Lula.

 

Franklin Maciel

Anúncios

Sobre Efeito e Causa

Um espaço plenamente democrático que busca desvendar a raíz escondida dos acontecimentos; Política, Religião, Arte, Comportamento, Cultura, Economia, tudo analisado e comentado à partir do olhar que a mídia e os governos não querem que você saiba
Esse post foi publicado em aborto, assistencialismo, bajuladores, capitalismo, cidadania, conspiração, crise, Crise econômica, crise política, denúncia, Desmascarando o poder, Eduardo Cunha, eleição, estelionato eleitoral, eventos, Fora Dilma, Fora Temer, globalização, golpe, Impeachment, Inflação, juiz moro, justiça, Lava Jato, leis mais duras, Lula, manifesto, Ministro Cardoso, mitos capitalistas, Nao vai ter golpe, partidos, PMDB, polícia federal, política, politica internacional, politica nacional, polticas alternativas, PT, Sérgio Moro, sexo, Tchau Querida, trabalho, Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s